Category: Uncategorized

O mito do talento na nossa sociedade!

Deixe sua marca no mundo!

Demóstenes foi um orador e político grego que viveu entre os anos 380 e 320 antes de cristo. Naquela época, a atividade de falar em público, em praças, etc., era considerada de celebridade. Demóstenes era gago e considerado sem qualquer talento ou aptidão para se tornar orador. No entanto, ele aprendeu retórica, estudando discursos de oradores antigos, estudou dicção, empostação da voz, postura e expressão corporal e se tornou um dos mais proeminentes oradores do seu tempo.

Recentemente, o mais conhecido lutadpr de MMA da atualidade, Connor McGregor, disse o seguinte em uma entrevista:

“Não tem talento aqui. Isto é trabalho duro. Isto é uma obsessão. Talento não existe, somos todos iguais como seres humanos Você pode ser qualquer um se você investir tempo nisso. Você vai atingir o topo e é isso. Eu não sou talentoso, eu sou obcecado!”
– Connor McGregor –

Acredito que os 2 exemplos acima, derrubam o mito de que as pessoas que se destacam na multidão, é porque tem um dom especial, um talento nato dado a elas por Deus ou alguma outra divindade!

Se estudarmos exemplos de pessoas que se destacaram em quaisquer áreas, seja na ciência, educação, artes, esportes, negócios, etc., de séculos atrás ou de agora, muito provavelmente, encontraremos os mesmos ingredientes. Se olharmos os geradores de conteúdos nas principais redes sociais, como LinkedIn, Facebook, Instagram, etc., veremos eles cooperando, colaborando, produzindo e consumindo conteúdo de qualidade, nos finais de semana, feriados, etc. Mesma fórmula, mesmos ingredientes.

Talento sem preparação e disciplina, não significa nada!

Eles consomem, produzem e compartilham conteúdo de qualidade. Vejam, estou falando de conteúdo, não de ficar falando de si mesmo, mas de compartilhar informação que podem agregar valor à vida das pessoas que acompanham suas postagens. Estão sempre buscando aprender, ler algo novo, buscando crescer como pessoas, se aperfeiçoando diariamente através de diversos canais e formas e aprendizado e ai, “de repente”, passam a ser reconhecidos como tal. Eles não param nem de aprender, nem de compartilhar aquilo que estão aprendendo.

É comum vermos pessoas procurando por fórmulas mágicas, atalhos, maneiras de cortar passos do caminho a ser percorrido, querendo atingir níveis mais altos de desempenho e serem reconhecidos no seu campo de atuação, num passe de mágica.

Mas, como dizem os americanos, tenho más notícias: “There’s no Shortcut!”. Não existem atalhos.

Se alguem tentar te convencer que tem, tentar te vender um caminho fácil para conseguir isso, desconfie.

Não quer dizer que vai levar anos, você pode estudar aqueles que conseguiram chegar aonde você quer, modelar o que eles fizeram e possivelmente não cometer os mesmos erros, ou pelo menos não cometê-los com a mesma intensidade, mas, não tem como fugir de percorrer co caminho. Conhecendo o caminho, pode ser que você consiga percorrê-lo num tempo meno que os demais, mas, tem que percorrê-lo.

A fórmula está ai a séculos e os ingredientes são os mesmos!

Trabalho duro, esforço, disciplina, persistência, resistência, resiliência, estudo, autoconhecimento, conhecimento das pessoas e do ambiente à sua volta, etc!

Se estudar a vida daqueles que conseguiram chegar lá, certamente vai achar doses grandes desses ingredientes na história.

Se você também quer se diferenciar, quer fazer história, aplique esses ingredientes na sua vida e repentinamente você TAMBÉM verá que quase do nada, estará deixando a sua marca no mundo!

Um abraço e até o próximo post!

Siga o BLOG para receber em primeira mão os artigos publicados!

Fazer aquilo que AMA ou AMAR aquilo que faz?

AMAR aquilo que faz!

AMAR aquilo que faz!

Leio muitos textos e livros de gurus e especialistas de RH, psicólogos, Headhunters, etc. e é quase unanimidade entre esses especialistas que para atingir a felicidade no campo profissional, tem-se que trabalhar com aquilo que AMA fazer.

Andei me questionando sobre isso!

Será mesmo?

Comecei a observar as pessoas e as coisas comuns à minha volta e…mais questionamentos!

Comecei a me perguntar coisas como:

Fazer aquilo que AMA ou AMAR aquilo que faz?

Será que as mães AMAM limpar banheiro, lavar roupa suja, lavar uma pia cheia de louça?

Será que os garis AMAM de verdade correr em média 30Km por dia, recolhendo lixo e correndo riscos de contaminação de toda espécie?

Será mesmo que aqueles que se dedicam a cuidar de pessoas nas ruas, por vezes correndo perigo de vida, realmente AMAM estar por ai na madrugada, por vezes passando muito frio, vendo o sofrimento dos outros, quando podiam estar com a família, no conforto de suas casas?

Acho que acredito mais que essas pessoas devem AMAR aquilo que fazem, independente de isso ser aquilo que elas AMAM fazer!

Nós sabemos perfeitamente, sem que ninguém nos diga, quando foi a mãe ou esposa que limpou a casa ou arrumou a roupa no guarda roupa e quando foi outra pessoa.

Isso significa:

AMAR aquilo que faz!

Acredito que os atletas, como os jogadores de futebol por exemplo, AMAM jogar bola, aquele momento que estão em campo, com a torcida gritando, deve ser emocionante, mas, duvido que eles amem o PROCESSO para estar ali. Treinar todos os dias, ter o sono regrado e controlado, alimentação regrada e controlada, os finais de semana longe da família, as críticas da imprensa e da torcida, etc….

A meu ver, só alcançam a glória aqueles que fazem toda a parte ruim com MUITO AMOR, se aperfeiçoam e ai sim, podem curtir o momento de glória, quando estão dentro de campo, colhendo os frutos de todos os momentos dos quais não gostaram, mas fizeram assim mesmo.

E sabem que gostando ou não, tem que fazer bem feito, dar o seu melhor, se quiserem estar em campo com os demais.

AMAR aquilo que faz!

Tem uma das frases do Muhammad Ali que gosto muito, que diz o seguinte:

“Odiei cada segundo de treino, mas disse a mim mesmo: Não desista! Sofra agora e viva o resto da vida como campeão”

Pra mim está claro que ele “AMAVA” o momento de estar no ringue, disputando um cinturão, com o mundo todo olhando e com todas as expectativas sobre ele, mas….ele simplesmente ODIAVA o processo para chegar ali.

Não tinha outro jeito e ele sabia disso!

Para estar onde ele AMAVA e fazendo aquilo que AMAVA (Disputar Títulos), ele precisava colocar AMOR no resto do processo.

Quando falo aqui de colocar AMOR, não estou falando só de sentimento. Estou falando de mostrar vontade, de colocar a mente, o coração e o corpo naquilo que se está fazendo.

Só assim temos chance de dar o nosso melhor!

As vezes acho que as pessoas simplesmente “passam” pela vida porque estão esperando encontrara aquilo que AMAM fazer para dar o seu melhor. E como nunca encontram, vivem frustradas, achando que o mundo é injusto, que a vida é injusta, etc.

Acredito realmente que as pessoas que alcançam sucesso na vida, traçam um objetivo e colocam tudo nisso: AMOR, CORAÇÃO, CORPO, as ENTRANHAS se for preciso, até atingirem seu objetivo.

Esse é o segredo:

AMAR aquilo que faz!

Cristiano Ronaldo, um dos melhores jogadores do mundo na atualidade, ano passado disse a seguinte frase:

“Quando eu me aposentar, vou viver como um REI! Até lá, sou um atleta!”

Fantástico não?

Sabe porque ele fala isso?

Simples, ele se cuida mais do que a maioria dos atletas de alto nível. Mesmo quando sai de férias, ele leva um nutricionista e um preparador físico com ele. Por isso, está sempre em excelente forma. Dizem os especialistas que ele pode jogar em altíssimo nível até os 37, 38 anos de idade.

Isso é fenomenal!

Acredito que aqueles que colocam AMOR NO QUE FAZEM, quando menos esperam, quase sem perceber, se encontram fazendo AQUILO QUE AMAM!

Dá uma olhada nesse vídeo que gravei sobre o tema também…

https://youtu.be/1-8-0NrFIs8

Um abraço e até o próximo post.

Sobre a MINHA zona de conforto…

Você sabe identificar a sua ZONA de Conforto?

Será?

Vou te contar aqui um pouco de como identifiquei a minha…

Tenho consciência de que desperdicei um tempo precioso da minha vida, zapeando em canais de TV, tentando entorpecer a mente, consumindo conteúdo irrelevante, que não me adicionaram nenhum valor.

Desperdicei tempo precioso da minha vida, vendo “POSTS” do cotidiano dos outros, lendo matérias sem sentido em sites e revistas, assistindo a vídeos que embora não tenham nenhum sentido, parecem engraçados e te fazem rir.

Eu sei disso, porque por diversas vezes, me peguei justificando pra mim mesmo:

Eu mereço!

Afinal, preciso descansar a mente. Já trabalho muito. Preciso de alguns momentos de lazer!

Traz certo alivio, quando nos falamos isso, não é verdade?

Pois é…, mas…

Em algum momento, parei alguns segundos e comecei a olhar à minha volta, simplesmente observar!

Você já teve aquela sensação de que tudo anda à sua volta, o mundo se movimenta, o tempo se move, as pessoas se movem e você tem a sensação de estar parado?

Como se tivesse “Brizando”?

Pois é… quando tive esse “clique”, comecei a me questionar. Via alguns dos meus amigos anos luz à minha frente em termos de aprendizado, de educação, de viajar e conhecer outros países, buscar especialização em diferentes áreas, etc.

Me senti pequeno. Muito pequeno!

Corri atrás!

Comecei a perceber à minha volta, alguns poucos entre a multidão, que costumavam falar sozinhos, como se tivessem conversando com alguém, algum ser superior, que sorriam também sozinhos, as vezes no meio da multidão, mas um sorriso que parecia de satisfação, de redenção, de quem sabe que deu um passo a mais e principalmente, um passo diferente do que se costuma dar e descobriu que um outro caminho se abriu.

Gente a quem os demais, a multidão, costumam chamar de loucos, que parecem não cansar, que tem uma energia quase infinita, que buscam incessantemente e insanamente dar um passo a mais e mudar de nível.

Comecei a segui-los!

Comecei a observar que tipo de caminho eles costumavam seguir, o que costumavam consumir, como alimentavam as suas mentes, de onde buscavam essa energia encantadora. Comecei a observar a minha forma de pensar, de ver as coisas, o mundo e percebi que isso eu podia mudar, que poderia mudar minha perspectiva de vida e com isso mudar a minha vida, o meu mundo, o mundo à minha volta.

Zona de Conforto!

Comecei a ler, mas dessa vez conteúdo que me adicionasse algum tipo de valor, que me permitisse aprender.

Continuei assistindo a videos, mas dessa vez, procurei filtrar o tipo de conteúdo que queria consumir.

Deixei de ouvir rádio e comecei a ouvir podcasts de motivação, de negócios, de liderança, etc., todos os dias no meu trajeto de casa para o trabalho.

Comecei a ler 1 livro por mês, depois passei a ler 2, procurar e ler artigos na Internet que me trouxessem efetivamente informação que adicionasse algum valor na minha vida, etc.

De repente me peguei escrevendo e criei esse blog!

Passei a procurar, pesquisar canais no Youtube que me trouxessem conteúdo relevante, que me levassem a entender algumas coisas que eu não entendia, ou pelo menos a pensar nelas.

Comecei a assinar alguns canais e ver conteúdo relevante pelo menos 1 vez por dia. Algumas vezes, copiava o conteúdo no celular e via no carro, no trajeto de volta para casa.

Quase sempre, conteúdo em inglês, assim eu podia trabalhar 2 coisas ao mesmo tempo:

Melhorar minha compreensão de alguns assuntos e ainda melhorar meu inglês.

Comecei a gravar vídeos!

Criei meu próprio canal!

Comecei a sair da minha ZONA de CONFORTO!

Logo, logo eu também estava rindo e falando sozinho, muitas vezes travando longas conversas comigo mesmo e de repente passei a rir mais, porque me identifiquei com aqueles malucos, que citei anteriormente.

Identifique você também e SAIA da sua zona de conforto.

VOCÊ e somente VOCÊ pode transformar a sua vida!

Abraços e até o próximo post!

© 2018 Evento Motivador

Theme by Anders NorenUp ↑